sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Santo Agostinho em Confissões...


Texto de Santo Agostinho, reconhecendo a grandeza do Senhor em apoio ao homem na luta contra o pecado.
"Quem poderia refrear minha miséria e fazer com que usasse bem da formosura transitória de cada objeto? Quem me fixaria um limite às suas delícias, de tal maneira que as ondas da minha idade se agitassem de encontro à praia do matrimônio - já que de outro modo não era possível a tranquilidade - e encontrassem o fim natural na geração de filhos, como prescreve a vossa lei, ó Senhor, que criais a descendência da nossa raça mortal e podeis suavizar, com mão bondosa, os espinhos desconhecidos no paraíso? A vossa onipotência está perto de nós, ainda quando erramos longe de Vós".
Santo Agostinho, Confissões - p. 52

0 comentários: