sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

O LIVRO DA VIDA!

O conceito de um livro celeste contendo os nomes dos justos parece ter sido corrente desde os tempos antigos. Moisés evidentemente tinha tal registro em mente quando solicitou que Deus tirasse o nome dele de Seu livro (Êx. 32:31-33). Daniel falou de nomes achados escritos em um livro sendo libertos de um tempo de angústia quando Miguel Se levantasse (Dan. 12:1). Jesus disse ao Seus discípulos para se alegrarem, pois seus nomes estavam escritos no céu (Luc. 10:20). Paulo falou dos nomes de seus colaboradores estando no livro da vida, o registro dos cidadãos celestiais (Fil. 4:3). Em sua visão do juízo, Daniel viu certos livros sendo abertos (Dan. 7:9, 10). O livro de Apocalipse identifica um dos livros usados no juízo final como o livro da vida (20:11, 12), e declara que todos cujos nomes não se acham ali serão lançados no *Lago de Fogo (v. 15). Aquele que persevera até o fim é assegurado de que seu nome será mantido no livro da vida (3:5), mas os que praticam a impiedade serão excluídos da Nova Jerusalém que desce do céu (21:10, 27). A besta de Apocalipse 13 será adorada por todos os humanos que não tiverem seus nomes escritos no livro (vv. 1, 8). É o mesmo grupo que ficará maravilhado com a besta que “era e não é”, a besta que “está para emergir do abismo e caminha para a destruição” (cap. 17:8).

0 comentários: