segunda-feira, 6 de agosto de 2012

UM BREVE COMENTÁRIO SOBRE GÊNESIS

Moisés em vigor declara três coisas, que estão neste livro, principalmente a ser considerado: Primeiro, que o mundo e todas as coisas que foram criadas por Deus, e louvar o seu nome para com as infinitas graças, com o qual ele nos capacitou.  Com a entrada do pecado através do homem, Deus restaurou-lhe a vida, e confirmou-o pela sua promessa de Cristo que viria, por quem deve vencer a Satanás, a morte e o inferno.
Em segundo lugar, que os ímpios, esqueceram dos benefícios mais excelentes de Deus, permanecendo na maldade, e assim caíram de pecado a pecado, provocando a Deus(que por seus pregadores chamou continuamente ao arrependimento) e vindo a destruição  do mundo inteiro através do diluvio.
Em terceiro lugar, ele nos assegura pelos exemplos de Abraão, Isaac, Jacob e os demais patriarcas, que suas misericórdias são eternas, e que devemos professar seu nome na terra.  
Mesmo com todas as suas aflições e perseguições, Deus auxilia-nos, envia-nos conforto, e oferece-nos paz.
Moisés mostra pelos exemplos de Caim, Ismael, Esaú e outros, que eram nobres no julgamento do homem, que a Igreja não depende da estimativa e da nobreza do mundo, e também pelo pequeno número de pessoas, que têm em todos os momentos adoradores puramente de acordo com a Sua Palavra,  que não estão na multidão, mas no pequeno povo.   

0 comentários: