quinta-feira, 19 de agosto de 2010

SEREIS TESTEMUNHAS


"Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis Minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da Terra." Atos 1.8

O missionário Hudson Taylor conta que um pastor, encontrando-se com um jovem convertido ao evangelho, lhe perguntou se era verdade que fazia apenas quatro meses que conhecia o Senhor.
- Sim, é a bendita verdade, respondeu o jovem.
- Tem testemunhado a respeito deste Deus maravilhoso? perguntou o pastor.
- Oh, disse o rapaz, sou apenas um discípulo, e só desde ontem é que possuo o Novo Testamento completo.
- Você usa velas em casa? perguntou o pastor.
- Sim
- Espere que a vela comece a alumiar quando já está gasta pela metade?
- Não, mas logo que seja acesa, foi a resposta.
E assim se dá conosco. A melhor ocasião de começar a testemunhar é quando se recebeu a luz. Não há lógica na teoria de que se tenha de tornar cristão e ensaiar por algum tempo a luz de Cristo antes de testemunhar a outros. Espalhar a mensagem de Salvação a outros preserva o calor de nossa própria vida. O evangelho tem de ser partilhado.
Visto a partir da perspectiva, Lucas-Atos torna-se a pregação do evangelho com um cântico de louvor à incomparável graça de Deus, derramada abundantemente sobre os pecadores. A grande ênfase deste contexto só pode ser aprendida, e então colocada em pratica. Essa compreensão abrangente de salvação se evidencia tanto no Evangelho de Lucas, como em Atos. A missão da comunidade cristã em Atos é uma missão de Salvação, como foi a obra de Jesus. A salvação implica a reversão de todas as más consequências do pecado, tanto contra Deus quanto contra o próximo. Esta reversão se dá através do poder de Deus em nossa vida e a nossa disposição em ser um verdadeiro discípulo. Isto significa que ela não tem somente uma dimensão "vertical". " "Qualquer pessoa que reduza o seguimento de Jesus a um empreendimento do coração, da cabeça e de relações interpessoais privadas restringe o seguimento de Jesus e trivializa o próprio Jesus". Schottroff
O Jesus que Lucas apresenta é um Ser que traz para casa o excluído, o estrangeiro e o inimigo e lhe dá, um lugar de honra no banquete no reinado de Deus.
Deste modo, a ideia do texto de Atos 1.8 de ser conduzido pelo Espírito Santo à missão é, então, aplicada de maneira bem mais abrangente ao ministério daqueles que desejam ser discípulos. Eles se transformarão em testemunhas de Jesus tão logo sejam revestidos de poder do alto. O mesmo Espírito apresentado em Atos, também impulsiona os discípulos pós-modernos para a missão. O Espírito torna-se o elemento catalisador, a força de orientação e a ação para missão. A cada ação da missão eclesiástica é inspirada e confirmada pelo Espírito Santo. Além disso, o Espírito Santo não só inicia a missão, mas também orienta os missionários sobre aonde eles deveriam ir e como deveriam proceder. Neste caso não devemos executar os próprios planos, mas temos de esperar que o Espírito Santo nos guie. Em Atos o Espírito Santo da missão é também o Espírito Santo de poder (em grego: dynamis). Isto implica que Ele é o elemento capacitador para a missão, que se manifesta particularmente na ousadia das testemunhas ao saírem para a pregação do evangelho depois de terem siso dotadas do Espírito Santo.

Por
João Chaguri
Mestre em Missiologia
Pastor da Igreja Adventista Central de Osasco.

0 comentários: